Dr. Igor Padovesi - Especialista em Obstretrícia e Ginecologia
YouTube Instagram Dr. Igor Padovesi
HPV na mulher: saiba tudo sobre a infecção

HPV na mulher: saiba tudo sobre a infecção

O HPV (papilomavírus humano) é uma infecção sexualmente transmitida e extremamente comum durante a adolescência e fase adulta jovem, sendo muito frequente mulheres contraírem o HPV após as primeiras exposições sexuais. No entanto, não há necessidade de grande preocupação! 

 

Primeiro, para a grande maioria das pessoas que adquire o HPV, o vírus não causará nada. Ele pode estar presente por um período, mas será eliminado do organismo naturalmente num período de meses a anos. Isso é o que acontece mais de 90% das vezes: as mulheres podem ter o vírus, mas não ter nenhum sintoma, como lesões e verrugas. 

 

Nos poucos casos mais graves, o HPV pode desenvolver alterações no colo do útero que, ao longo dos anos, podem avançar e progredir para um câncer de colo uterino. Esse é o objetivo do exame de Papanicolau: diagnosticar as situações em que o HPV está causando uma lesão no colo do útero, e assim iniciar o tratamento adequado. Além do câncer de colo uterino, o HPV pode causar verrugas na região genital, devendo ser tratado sempre que identificado.

 

Hoje em dia já é possível detectar o subtipo do HPV que a mulher possui. O vírus HPV tem uma família enorme com diversos subtipos, sendo alguns mais agressivos e com maior potencial de causarem o câncer de colo uterino, como o HPV-16 e o HPV-18. 

 

Se apenas foi detectada a presença de HPV em seu organismo, não se preocupe. Converse com seu ginecologista e tenha um acompanhamento regular (geralmente a cada 6 meses).

 

E é importante lembrar que a vacina para o HPV é a melhor forma de prevenir a doença e está indicada para meninas e também meninos de 9 a 14 anos. E atualmente, a vacina do HPV está disponível no SUS. 

 

 

Visite o canal do Youtube para assistir a este vídeo:

 

Compartilhe:

Buscar Artigo


Dr. Igor Padovesi é ginecologista e obstetra da USP e do Hospital Albert Einstein


Acompanhe-o nas redes:



MAIS ARTIGOS EM Gestação, Parto e Pós-Parto

+ Gestação, Parto e Pós-Parto
Subir