Dr. Igor Padovesi - Especialista em Obstretrícia e Ginecologia
(11) 4253-2523
YouTube Instagram Dr. Igor Padovesi Facebook LinkedIn Dr. Igor Padovesi Google+
Miomas

Miomas

Os miomas uterinos (ou leiomiomas) podem ser encontrados em até 80% das mulheres, na faixa dos 30 aos 50 anos. No entanto, uma minoria delas têm algum sintoma devido à presença desses nódulos uterinos. Os principais distúrbios causados pelos miomas são a dor pélvica, o sangramento menstrual excessivo e a infertilidade.

Ainda não se sabe exatamente o que causa os miomas. São nódulos que crescem com o estímulo hormonal, que tendem a desaparecer depois da menopausa, e que em sua absoluta maioria nascem e morrem benignos. O risco de um mioma evoluir para um câncer (sarcoma uterino) existe, mas é extremamente baixo.

De modo geral, os miomas merecem preocupação (e precisam de algum tipo de intervenção) somente quando causam algum sintoma. A maioria das mulheres tem miomas pequenos e inofensivos, que podem ser apenas acompanhados.

Em mulheres com úteros muito grandes, por causa dos miomas, sintomas como dores ou sangramento anormal se instalam e determinam alguma intervenção. O crescimento muito rápido do útero também requer atenção especial.

A melhor opção de tratamento deve ser avaliada caso a caso, por um especialista. Existem opções de tratamento com medicamentos ou alguns tipos de cirurgia para miomas.

Em mulheres que desejam engravidar, a existência de miomas pode tornar necessário o tratamento antes da gestação. Quando os nódulos estão dentro da cavidade uterina, é recomendada a retirada do mioma por histeroscopia. Alguns úteros muito deformados pelos miomas podem também diminuir a chance de uma gestação, exigindo tratamento (geralmente cirúrgico, ou em casos selecionados, por embolização das artérias uterinas). A cirurgia de mioma, sempre que possível, deve ser realizada de forma minimamente invasiva (veja mais na seção "Cirurgia Ginecológica").

ESPECIALIDADES

+ Especialidades Médicas
Tratamento da Endometriose

Endometriose

Tratamento especializado

A endometriose afeta cerca de 15% das mulheres e atualmente pode ser tratada de forma mais simples e menos invasiva.

Saiba mais
Cirurgia ginecológica minimamente invasiva

Cirurgia

Minimamente invasiva

A maior parte das cirurgias ginecológicas já pode ser realizada de forma minimamente invasiva, com menor dor e recuperação rápida

Saiba mais

Cistos de Ovário

Normais ou patológicos?

Toda mulher tem alguns "cistos" nos ovários, em algum período do ciclo menstrual. Mas alguns tipos de cistos podem ser anormais.

Saiba mais
Subir