Dr. Igor Padovesi - Especialista em Obstretrícia e Ginecologia
(11) 4305 6070
Facebook Google+ YouTube LinkedIn Dr. Igor Padovesi Instagram Dr. Igor Padovesi
Anticoncepção

Anticoncepção

São muitas as opções de métodos anticoncepcionais disponíveis hoje em dia. A tradicional "pílula anticoncepcional" (contraceptivo oral combinado) foi desenvolvida na década de 60 e sua fórmula evoluiu muito nos últimos anos, existindo hoje no mercado mais de cem marcas de pílulas anticoncepcionais, produzidas por inúmeros laboratórios.

As primeiras pílulas continham altas doses de hormônios, que causavam efeitos indesejados como aumento do peso, dores nas mamas, cefaléia, efeitos vasculares e intestinais. Atualmente essas fórmulas foram abandonadas e os contraceptivos modernos contém baixíssimas doses hormonais, mantendo a mesma eficácia.

Além das pílulas, existem também diferentes opções modernas de métodos anticoncepcionais como o anel vaginal, o adesivo cutâneo, o implante contraceptivo (Implanon) e o DIU hormonal (Mirena), entre outros. Entre os principais benefícios dos métodos hormonais (além da proteção contra a gravidez) estão a redução do fluxo menstrual e da cólica, controle do ciclo, melhora da pele e melhora dos sintomas de TPM, entre outros. Muitas mulheres também optam por não menstruar, opção comprovadamente segura.

Com tantas opções disponíveis, e considerando também os possíveis riscos associados ao uso dos anticoncepcionais (como por exemplo a trombose), é indispensável uma avaliação ginecológica minuciosa para a escolha do melhor método contraceptivo para cada mulher.

São levados em consideração diversos aspectos como idade, padrão menstrual, cólicas, TPM, características da pele, desejo reprodutivo futuro e comodidade do uso. Algumas mulheres também apresentam contra-indicação para o uso de determinados métodos, como por exemplo mulheres que fumam, que têm enxaqueca, histórico de tromboses ou de algumas doenças.

 

ESPECIALIDADES

+ Especialidades Médicas

DIUs

Dispositivos intra-uterinos

Será que são seguros? Podem ser usados por quem nunca engravidou? Saiba mais sobre o DIU de hormônio (Mirena) e o DIU de cobre.

Saiba mais

Cólica Menstrual

Será que é normal?

A cólica pode ser "normal", mas se atrapalha o dia-a-dia, deve ser tratada corretamente. Ou pode ser sinal de alguma doença, como a endometriose.

Saiba mais

Menstruação Irregular

Sinal de desarmonia hormonal

As menstruações regulares, com intervalos fixos, são um importante sinal de que os hormônios femininos estão atuando corretamente.

Saiba mais

DEPOIMENTOS

+ Depoimentos
estrela estrela estrela estrela estrela

Adorei tudo. O consultório lindo, adequado, bom gosto, muito fino mesmo, chega a surpreender de tal forma [continuar lendo]

Adorei tudo. O consultório lindo, adequado, bom gosto, muito fino mesmo, chega a surpreender de tal forma o requinte de detalhes, que é impossível não comentar. Dr. Igor, muito gentil, claro, me passou segurança e confiança. Adorei !!! Parabéns !!! abraços

Sonia Moura

estrela estrela estrela estrela estrela

Me considero uma paciente que apresenta muitos questionamentos em virtude dos demais problemas de saúde [continuar lendo]

Agradeço a toda a equipe pela atenção dispensada desde o pré até o pós operatório. Me considero uma paciente que apresenta muitos questionamentos em virtude dos demais problemas de saúde, mas todos eles foram esclarecidos a tempo. Obrigada a todos.

estrela estrela estrela estrela estrela

Seu atendimento é exclusivo e é possível perceber nos detalhes. Disponível, educado e paciente, transmite confiança. [continuar lendo]

Dr. Igor é um excelente profissional e tem o dom de deixar suas pacientes muito a vontade desde a primeira consulta. Seu atendimento é exclusivo e é possível perceber nos detalhes. Disponível, educado e paciente, transmite confiança. Procurei ele durante a minha gestação por indicação de uma grande amiga. Nos momentos de dúvidas e preocupações, sempre foi muito solícito e ponderado, passando serenidade e tranquilidade. Escolhi ele para ser o meu médico, alguém ao qual confio a minha saúde para o resto da vida.

Rebeca Moyses

Subir